Coordenadores de Projetos e Pesquisas do Centro de Inteligência em Mercados CIM/UFLA apresentam resultados no Seminário Nacional do Projeto Campo Futuro 2015

CIM participa ativamente do projeto Campo Futuro da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)

Foi realizado na última quarta-feira (18/11), em Brasília, o Seminário Nacional do Projeto Campo Futuro 2015. Na oportunidade o coordenador de projetos do Centro de Inteligência em Mercados (CIM) da UFLA, Fabrício Teixeira Andrade, apresentou dados sobre a cafeicultura no Brasil, e o coordenador de pesquisas e serviços em gestão do CIM, Diego Humberto de Oliveira, apresentou dados sobre custos de produção da fruticultura.

“No Seminário, apresentamos os resultados econômicos e agronômicos referentes ao levantamento de custos de produção da cafeicultura nos Estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Bahia e Rondônia. No Brasil, a cafeicultura é representativa para o saldo positivo da balança comercial e para a geração de empregos, principalmente os diretos, os quais contribuem significativamente para a fixação do trabalhador no meio rural”, explica Andrade.

Desde 2008, o Projeto Campo Futuro da CNA promoveu 117 painéis de levantamento de custos de produção, sendo 78 painéis sobre cafeicultura, em 6 estados brasileiros, e 39 painéis sobre fruticultura, em 11 estados. Para a cafeicultura, o projeto levantou os dados econômicos e agronômicos dos sistemas de produção das espécies Coffea arabica e Coffea canephora, e para a fruticultura, o projeto levantou dados sobre as culturas da banana, cacau, laranja, limão, maçã, mamão, manga, melão, e uva.

“O principal objetivo do Campo Futuro é levantar as características das propriedades modais nas regiões estudadas, gerando informações que retratem a competitividade da cafeicultura e fruticultura em importantes regiões produtoras do Brasil. A partir das informações levantadas e analisadas, gera-se subsidio para a formulação de políticas públicas que atendem as demandas do setor e, também, para melhorar a gestão de custos e riscos do produtores”, apontou Oliveira.

PROCESSO DE COLETA DE DADOS

O método de levantamento de custos de produção no Programa Campo Futuro é definido como painel. Ele se configura como uma reunião técnica in loco para discussão com agentes do agronegócio em estudo, em determinada região, na qual os participantes caracterizam a unidade produtiva modal (típica) da região, indicando os coeficientes técnicos e os vetores de preço que compõem o pacote tecnológico. Os dados são formalizados em uma planilha previamente estruturada, desenvolvida pelo CIM, e preenchida pelos pesquisadores após o consenso de opiniões instaurado entre os presentes. A implementação das matrizes de custos é acompanhada por todos durante o painel

(Fonte: Centro de Inteligência em Mercados (CIM)).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s