CIM/UFLA apresenta cenário sobre mercado agropecuário brasileiro no Projeto Campo Futuro

Anuário com os resultados de 2015 apresenta informações sobre a competitividade da agropecuária brasileira nos principais polos de produção

DSC05617

O Centro de Inteligência em Mercados (CIM) participa do Projeto Campo Futuro, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), fazendo o levantamento e acompanhamento das informações relativas à cafeicultura e fruticultura (banana, cacau, laranja, limão, maçã, mamão, manga, melão e uva). As informações geradas são reunidas trimestralmente em um boletim técnico, denominado Ativos do Campo e implementa uma rede informacional gerada pela CNA que mantém um banco de dados completos, desde o início do projeto, em 2008.

Os resultados de 2015 foram reunidos em um anuário lançado no dia 18 de novembro na sede da CNA, em Brasília/DF. O CIM participou na elaboração de três capítulos e na apresentação do anuário. Os capítulos tratam do Método de Levantamento dos Custos de Produção, e os resultados sobre a Cafeicultura e Fruticultura. Além disso são apresentados no anuário os dados sobre Cana-de-açúcar, Soja, Milho, Trigo, Arroz irrigado, Silvicultura, Aquicultura, Aves e Suínos, Pecuária de Leite e Pecuária de Corte.

“Por meio do Projeto Campo Futuro, a CNA intensifica as discussões sobre políticas públicas para o agronegócio brasileiro. Os levantamentos de custos de produção geram informações estratégicas para os produtores rurais e permitem que as tomadas de decisão no campo sejam mais fundamentadas, levando melhorias na coordenação das cadeias agroindustriais, contribuindo para o aumento da rentabilidade dos negócios rurais por meio de adequações de custos, aumento da eficiência produtiva e elevação da receita, além de mitigar riscos”, explica o coordenador de pesquisas e serviços em gestão do CIM/UFLA, Diego Humberto de Oliveira.

Projeto

O Campo Futuro é um projeto realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) em parceria com universidades e centros de pesquisa, além das Federações de Agricultura e Pecuária. O projeto alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para a administração de custos, riscos de preços e gerenciamento da produção. Em 2015, foram realizados 127 painéis, em 14 estados e 59 municípios.

Vanessa Trevisan – jornalista – Agência de Inovação do Café (InovaCafé)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s