Startup firma parceria com Associação Comunitária para promover coleta seletiva de resíduos em repúblicas

A LOCS foi criada durante a segunda edição do Programa StartUp CIM e está em fase de desenvolvimento durante dois meses no Centro de Inteligência em Mercados (CIM)

Equipes reunidas firmando parceriaA UFLA está em constate crescimento, tanto em sua estrutura física quanto em número de alunos – consequentemente, o consumo no município de Lavras aumentou, assim como o volume de resíduos. Pensando nisso, uma equipe formada por estudantes de graduação da UFLA decidiram criar a LOCS, com o objetivo de prestar um serviço de logística em coleta seletiva visando atingir as repúblicas da cidade.

“As parcerias com a Associação e Conselho de Repúblicas foram vitais para a realização e validação do projeto. As repúblicas que participam e as que tiverem interesse em participar estarão estreitando os seus laços com a comunidade lavrense e receberão incentivos financeiros como descontos em eventos e no comércio. A empresa Verde Campo foi também uma grande parceira, que doou recipientes para serem distribuídos entre as repúblicas, utensilio que servirá para facilitar a separação dos resíduos”, explicou o estudante do curso de graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Heitor Parreiras, idealizador do projeto.

Para viabilizar a execução do projeto, foi firmada uma parceria com a Associação Comunitária dos Bairros Jardim da Glória e Jardim Campestre I, II e III (ACBJGC), que irá operacionalizar a coleta. Isso gerará receitas que vão contribuir com a execução de serviços sociais realizados pela Associação, tais como a reabilitação e ressocialização de pessoas intolerantes ao uso de álcool.

A primeira coleta foi realizada no dia 19 de outubro. Inicialmente 16 repúblicas integrantes do Conselho de Repúblicas serão atendidas para testar e aprimorar a atuação da startup LOCS. A Associação fará também a coleta seletiva do óleo usado nas repúblicas. Esse material, que seria descartado de forma incorreta, se tornará insumo para a produção de sabão através do trabalho dos voluntários do Grupo de Apoio as Pessoas Intolerantes ao Uso e Abuso do Álcool (GRAPIA).

“A proposta é sensacional e une um trabalho ambiental com as repúblicas, apresentando um modelo de negócios inovador. Estamos realizando um trabalho único e pioneiro no município com esse público. A startup apresentou uma proposta efetiva que poderá ser replicada em diversas cidades universitárias”, pontuou o mentor e coordenador do Programa Starup CIM, Gustavo Palau.

Programa

O Startup CIM é promovido pelo Laboratório de Inovação Empreendedora através do Centro de Inteligência em Mercados (CIM). As cinco melhores ideias apresentadas durante a segunda edição do programa estão em fase de desenvolvimento no CIM. A terceira edição do programa está prevista para janeiro de 2016 e o processo seletivo será iniciado na primeira semana de dezembro. Saiba mais sobre o processo na página do CIM no Facebook.

Vanessa Trevisan – Jornalista – Agência de Inovação do Café (InovaCafé)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s