Após dezenove anos de dedicação, professor conquista cargo como titular

O Assessor de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Federal de Lavras (UFLA), diretor da Agência de Inovação do Café (InovaCafé), coordenador do Centro de Inteligência em Mercados (CIM) e professor dos cursos de graduação e pós-graduação no Departamento de Administração da UFLA, Luiz Gonzaga de Castro Junior, tornar-se professor titular.

Apresentando o seu memorial de vida acadêmica e trajetória pessoal, na última quinta-feira (10), atendendo a exigência para avaliação do processo de promoção com comissão constituída com, no mínimo, 75% de membros externos à instituição, o processo teve como avaliadores, os professores titulares da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Erly Cardoso Teixeira, Roberto Serpa Dias e José Roberto Reis.

Atuando desde 1997, o professor possui graduação e mestrado em Administração pela UFLA e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade de São Paulo (USP). Em sua trajetória de ensino foram orientadas dezessete dissertações de mestrado, quatro teses de doutorado, sendo que mais quatro estão em andamento, quarenta e nove artigos completos foram publicados em congressos e vinte e três artigos foram publicados em periódicos com qualis B1 e B2.

A sua paixão pela profissão é demonstrada através da criação de projetos que dão força e notoriedade a UFLA, entre eles está a fundação do CIM que ocorreu no ano de 2002, o projeto venceu diversos obstáculos e hoje conta com a participação direta de cem alunos de graduação e pós-graduação da Universidade e presta serviço para instituições de grande renome no país. Outra grande criação é o projeto Bureau de Inteligência Competitiva que lança mensalmente, desde 2010, relatórios com informações e análises relevantes para o setor cafeeiro nacional e internacional.

Reconhecido por suas contribuições no campo da Administração e contribuindo com a expansão e fortalecimento da UFLA, o professor juntamente com representantes da Coordinadora Latinoamericana y del Caribe de Pequeños Productores e Trabalhadores de Comercio Justo (CLAC) e a Associação das Organizações de Produtores Fairtrade do Brasil (BRFAIR) vem desde o segundo semestre de 2015 desenvolvendo trabalhos para transformar a UFLA na primeira Universidade Fair Trade do Brasil.

PROCESSO

O processo de progressão na UFLA é uma atribuição da Comissão Permanente Pessoal Docente (CPPD), órgão de assessoramento da Reitoria da UFLA, criado pelo Governo Federal para acompanhar a carreira de pessoal docente nas Instituições Federais de Ensino. Cabe à Comissão analisar assuntos como: alteração de regime de trabalho; afastamentos para aperfeiçoamento, especialização, mestrado e doutorado; e pedidos de novas admissões. Além disso, a CPPD é a responsável, na UFLA, pelas progressões funcionais, sejam elas por titulação ou por desempenho, e pelos estágios probatórios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s